Daniela Vitaliano falou sobre o futuro da produtividade: experiência, nuvem e comunicações unificadas.

A importância da proximidade entre TI e áreas de negócios foi o tema predominante no SharePoint 360º, evento simultâneo ao ECMShow 2011, realizado no mesmo plano do Centro de Convenções do Sheraton/ WTC. A plataforma vem conquistando espaço no mercado e gerando interesse dos profissionais que lidam com conteúdo. A dona do produto, a Microsoft, apresentou-o em várias palestras, enquanto que os parceiros da empresa mostraram cases e usos da plataforma e como ela vem facilitando a vida de usuários sem trazer novos custos operacionais depois de aplicada a tecnologia. Outras empresas também trouxeram exemplos de como os clientes estão satisfeitos.

Eficiência, economia e produtividade foram os princípios abordados por Angelo Cáceres em sua apresentação

[private] A abertura do SharePoint 360°, edição 2011, evento realizado simultaneamente ao ECMShow 2011 em São Paulo, teve como primeira apresentação uma visão geral da plataforma feita pela especialista Daniela Vitaliano, Gerente de Produto – Produtividade da Microsoft Brasil. Ela afirmou que cada vez mais a área de TI das empresas tem trazido maiores soluções de produtividade relacionada a tecnologia, fazendo com que os recursos sejam otimizados. “Atualmente, 80% dos funcionários têm algum tipo de atividade remota e nada melhor para controlar isso, do que o SharePoint”, afirmou.

A palestrante também mostrou os três pilares do futuro da produtividade: experiência, nuvem e comunicações unificadas. Daniela Vitaliano colocou a questão da redução de custos com o uso do SharePoint, devido à interface com os aplicativos do Office, otimizando as estruturas dos sites, portais, comunidades sociais, busca, percepções e composições. Definindo o SharePoint, como uma “solução para intranet, extranet e internet, trazendo assim, flexibilidade, alcance e autonomia para as empresas”.

Hélio Sá Moreira mostrou os desafios de gerenciar informações diante de seu crescimento exponencial.

O sócio-diretor da InPar, Hélio Sá Moreira, mostrou os principais desafios corporativos como atuar frente ao crescimento das informações geradas e consumidas no dia a dia; colaboração; produtividade; flexibilidade; segurança da informação e governança. Moreira também citou as principais necessidades, como a colaboração eficaz; o controle automatizado; a flexibilidade com segurança; a plataforma unificada e integrada e por fim, o foco nas necessidades dos usuários. Esses assuntos marcaram sua palestra “ECM 3.0: Novos recursos, novas possibilidades com SharePoint Server 2010”.

Para o gerente de serviços de IM&C e consultor da Avanade, Rodolfo Roim, o SharePoint pode ser de grande ajuda no BPM. “Quem tem um sistema de BPM necessariamente tem um workflow, mas este por sua vez, não gerencia necessariamente processos de negócios, pode apenas gerenciar o fluxo de informação”. Segundo ele, o produto é uma plataforma de desenvolvimento de aplicação, podendo ser útil para várias atividades inerentes aos negócios como buscas, sites, gerenciamento de conteúdo, composites, comunidades e insights dos múltiplos usuários.

Para Thiago Cruz Soares, o Brasil deve se preparar para gerir as informações e melhorar processos de negócios.

O case apresentado pela Odebrecht para a Copa 2014, foi um dos destaques do evento, apresentado por Rodrigo de Moraes e Daniel Silva do Nascimento, respectivamente gerente de projetos e arquiteto de soluções da Odebrecht. Em parceria com a InPar, Grupo i9, a empresa mostrou buscar soluções tecnológicas para a criação e implantação do portal “Arena Fonte Nova”, diretamente ligado ao futuro estádio “Arena Salvador”. O portal será um mural para acompanhamento da construção, atualizando o status da obra, apoiando a área de planejamento, gestão de documentos, outras ferramentas e aplicativos que podem ser de grande valia para o controle da constituição do campo esportivo no estado baiano. Será também um ambiente virtual simples de gestão de documentos e informações, uma solução de acompanhamento visual da obra até o seu término.

“Brasil, um país em obras: Como gerenciar estas informações?”, foi tema da palestra do sócio-diretor da InPar, Thiago Cruz Soares. O executivo alerta que crescimento da construção civil é notado nos índices que medem o crescimento do País e representam grandes oportunidades para fornecedores.  Para ele, há quatro pilares do gerenciamento dessas obras: gerenciar conteúdos diversificados; satisfazer requisitos de conformidade;  melhorar processos de negócios; e gerenciar múltiplos sites na web. “Para isso o melhor seria utilizar a plataforma SharePoint. As necessidades certas, para a plataforma certa”, diz.

Dando sequência aos trabalhos, Simão Ikeda, diretor da Domore, apresentou dois cases. O Portal Audi de Vendas e Colaboração dos Concessionários e o Portal Mais, da InterCement. Esse último, feito na intranet, sem a necessidade de uma ferramenta que complementasse o sistema de gestão SAP. “A empresa buscava uma solução integrada e o SharePoint foi o diferencial, trazendo ainda a possibilidade de crescimento em outras áreas”, disse.

Bruno Velaz explorou o tema gestão de conteúdo e seu alinhamento às diretrizes de cada negócio.

Fechando as palestras do primeiro dia Rodrigo Carvalho, gerente de produtos da Microsoft, apresentou o seguinte tema “SharePoint como apoio no Ciclo de desenvolvimento de Software”. Ele abordou a aplicação do SharePoint sob três aspectos: governança; desenvolvimento e operações. Explanou sobre os benefícios do TFS 2010 com SharePoint: recursos de arquitetura e desenvolvimento; de testes; gestão de configuração; rastreabilidade e hierarquia.

O gerente de serviços de gestão da Informação e Colaboração, da Avanade, Victor Fonseca, destacou a gestão de custos de desenvolvimento com SharePoint com foco no valor para os usuários. Para facilitar a vida de gestores de conteúdo, a empresa criou uma ferramenta de governança. Com ela, é possível controlar qual o tipo de documento, suas qualidades e versões.

Business Intelligence de ponta a ponta foi o tema da palestra de Daniel Camilo especialista de produto da Microsoft. O uso do SharePoint para transformar dados em estratégias de negócio ficou claro no case da Kimberly Clark Brasil. O gerente de TI da companhia, Paulo Biamino, explicou como a plataforma ajudou a ganhar competitividade. “A disponibilização das informações proporcionou um enorme ganho de produtividade”.

Vitor Fonseca mostrou a flexibilidade do SharePoint e a importância da governança das informações

Fernando Moreno, gerente de soluções da Infoserver, realizou a apresentação seguinte. Abriu a palestra com a pergunta, “o que é interoperabilidade? É a capacidade de um sistema ou produto, de interagir com outros sistemas ou produtos sem esforço”. Comentou sobre o diferencial do SharePoint 2010, esclareceu que o usuário não precisa ter instalado o Office (Word, Excel, Power Point) em seu computador, ele pode acessar diretamente do SharePoint, que é um de seus recursos nativos.

O diretor de operações TI Microsoft da Taugor Corporation, Bruno Velaz, questionou o público sobre o que é gestão de conteúdo. Ele comparou a gestão de informações a um iceberg, onde vemos a ponta e todo o resto está escondido. “A gestão compreende várias disciplinas: taxonomia, busca, navegação, governança, web 2.0 e colaboração”, disse.

Em várias palestras de especialistas da Microsoft, o poder do SharePoint ficou evidente. O gerente de produtos da Microsoft, Rodrigo Carvalho, alertou para o uso do produto como apoio no ciclo de desenvolvimento de Software. O MVP  Angelo Cáceres, falou da produtividade conseguida e os benefícios para as empresas. Dando seguimento ao evento, o palestrante Walter Oswald  também MVP da Microsoft, falou sobre o Visio 2010 – Inovações na visualização de dados, “crie e monitore fluxos de trabalho no SharePoint sem código”.  O especialista demonstrou praticamente  e exemplificou três pilares do Visio Services & SharePoint na criação, no banco de dados e como visualizador.

Como criar e monitorar fluxos de trabalho foi um dos tópicos da palestra de Walter Oswald.

A mobilidade foi lembrada também  pela gerente de Produto e Produtividade, Daniela Vitaliano.

“Atualmente, 80% dos funcionários têm algum tipo de atividade remota e nada melhor para controlar isso, do que o SharePoint”, explicou a especialista. A executiva mostrou os três pilares do futuro da produtividade: experiência, nuvem e comunicações unificadas.

A  especialista da Microsoft, Fernanda Saraiva, destacou que o SharePoint vem ajudando os usuários a terem mais autonomia para funcionários de negócio desenvolverem suas rotinas sem que isso incorra a mais trabalho para a TI. Falou também sobre o Project Server 2010, que abrange: gestão unificada de projetos e portifólios, experiência do usuário final simples e intuitiva, soluções de colaboração e relatórios, e é uma plataforma estável e conectada. Comentou sobre o gerenciamento do ciclo de vida do SharePoint e seus desafios quanto à mudança no ambiente de produção, previsão de utilização de recursos, gerenciamento efetivo do projeto e finalmente eficácia das atividades.

Ao final do evento todos os participantes do SharePoint 360° que completaram os passaportes de visitação aos parceiros expositores participaram de um sorteio de brindes realizado pelo mestre de cerimônia do evento, Warley Santana.[/private]