81% das violações de dados confirmadas acontecem por problemas associados às senhas

LastPass, ferramenta mais popular para o gerenciamento de senhas do mundo da LogMeIn, divulga um estudo que dá um panorama geral da realidade cotidiana das senhas no local de trabalho. Com base em dados anônimos agregados de empresas usuárias da ferramenta, 81% das violações de dados confirmadas são produzidas por problemas associados às senhas. Apesar das notícias alarmantes, muitas empresas não conseguem se proteger contra essa ameaça, sendo que 61% dos executivos de TI dependem exclusivamente do treinamento dado aos funcionários para gerenciar suas próprias senhas.

“O mau uso de senhas no mundo corporativo acarreta em um problema real, no qual as empresas acabam tenho dificuldades para resolver. As senhas corporativas são uma ameaça para a integridade das empresas, mas os funcionários tendem a não se preocupar”, salienta Gustavo Boyde, Head of Marketing da LogMeIn para a América Latina.

Para a LastPass, o que realmente falta às empresas é o conhecimento sobre os riscos. Um exemplo é o número de funcionários que as usam compartilhadas, e o perigo que representam quando não são protegidas com a tecnologia adequada. Para se ter uma ideia, 23% dos funcionários utilizam as senhas de suas redes sociais para fazer login em locais de negócios e aplicativos diversos.

De acordo com o estudo, um funcionário que utiliza a LastPass chega a gerenciar 191 senhas, sendo que 61% das pessoas usam a mesma senha ou similar em todos os lugares, apesar de saberem que é uma prática totalmente insegura. O estudo ainda enfatiza que muitas empresas não podem informar com precisão sobre como os funcionários estão criando novas contas, especialmente fora dos aplicativos que são oficialmente sancionados e provisionados por TI.

Para saber mais, o estudo completo da LastPass pode ser obtido aqui.