As certificações da  CompTIA, a associação sem fins lucrativos para a indústria de tecnologia, líder de certificações vendor-jjjjneutral, são as credenciais mais populares entre os profissionais de TI, de acordo com recente pesquisa sobre habilidades e salários no mercado de tecnologia da informação.

O relatório Salários e Habilidades em TI 2016 publicado pela Global Knowledge, líder em desenvolvimento profissional e provedora de treinamentos em TI, constatou que 35% dos profissionais certificados relataram ter uma ou mais certificações CompTIA. Isto fez da associação a provedora de certificação mais citada pelos respondentes.

O estudo revela que 25% dos pesquisados são certificados CompTIA A+ ; 20% possuem a certificação CompTIA Network+ e 17% são certificados CompTIA Security+.

Os profissionais de TI com certificação da CompTIA têm salário médio anual de $76,575, de acordo com o estudo. No entanto, os detentores de certificações especialistas da CompTIA têm salários acima da média do mercado. Para os profissionais certificados  com o CompTIA Advanced Security Practitioner (CASP), a media salarial é de $90,579. Já  os portadores da certificação CompTIA Cloud Essentials ganham, em media, $102,568 por ano.

As tendências confirmam que as certificações em TI estão mais populares do que nunca, e mais valorizadas pelos profissionais que as buscam e pelas profissionais que contratam.

Segundo Marcus Fábio Fontenelle, Vice-Presidente da Associação de Peritos em Computação Forense do Estado do Ceará, Coordenador de Pós-Graduação da Universidade de Fortaleza e Membro ISSA (Information Systems Security Association), o profissional certificado, de uma maneira geral, recebe um salário diferenciado, mas o profissional certificado CompTIA vem, cada vez mais, sendo reconhecido como um profissional diferenciado pelo conhecimento que agrega as empresas.

"A diferença que vejo no profissional certificado CompTIA, em relação aos demais, é o conhecimento multidisciplinar que, cada vez mais, é procurado pelas empresas", destacou Fontenelle que é certificado CompTIA Network+ e CompTIA Security+.

Entre os entrevistados, quase nove em cada dez profissionais conquistaram, pelo menos, uma certificação durante suas carreiras, representando um aumento de 10 pontos em relação ao ano passado (87% contra 77% em 2015). Isso varia de 77% para os profissionais em funções operacionais e 92% para os profissionais em funções executivas.

O relatório mostra que 29% dos profissionais conquistaram sua certificação mais recente nos últimos seis meses e que 40% estão atualmente trabalhando em uma certificação, acima dos 36% em 2015.

“O estudo da  Global Knowledge afirma  o que estamos vendo no mercado,” disse Dr. James Stanger, diretor sênior de produtos da CompTIA. “Segurança, cloud computing, dispositivos móveis e a Internet das Coisas são os principais fatores de mudança.”

“Com essas mudanças os profissionais de TI estão constantemente tendo que se reinventar e a certificação é uma parte  disso,” continua Stanger. “A certificação é uma prova e uma maneira confiável para um profissional de TI demonstrar  que ele conhece a tecnologia e, mais importante, sabe como aplicar a melhor solução.

Com mais de dois milhões de certificações fornecidas, a CompTIA tem quatro categorias que testam diferentes níveis de conhecimento, do básico ao especialista, em: cloud computing, mobilidade, Linux, rede, segurança, storage, armazenamento, servidores, gerenciamento de projetos e outras tecnologias de missão crítica.

O relatório Global Knowledge IT Skills and Salary Report foi respondido por mais de 10 mil profissionais de TI dos EUA.